Bom de Ler contribui com a formação crianças e jovens do Sul do estado

Notícias 06/12/2016

Em 2016 foram nove meses de encontros, atividades, bons momentos e muito aprendizado, entre alunos e professores de escolas de Criciúma e a equipe do Projeto Bom de Ler. O grupo que iniciou suas participações no início do ano, com as oficinas do Repórter na Escola, seguiu com encontros mensais até novembro, e garante: valeu a pena!

As gêmeas Eloisa e Emili Preis Netto, alunas da Escola Municipal Hercílio Amante, têm 13 anos e participaram assiduamente dos encontros do projeto. A Emili conta como o projeto a apresentou a novas perspectivas de leitura, “O Bom de Ler foi uma grande e boa surpresa, com ele aprendi e conheci diversos autores e livros, que antes eu não tinha muito contato nem interesse”.

A irmã Eloísa fala sobre como foi se interessando aos poucos pelo projeto “no começo achei que não seria muito legal, mas depois participando dos encontros , conheci vários filósofos, autores e também um pouco sobre a vida deles percebi como tudo isso era muito interessante”.  

Os encontros do Bom de Ler também são espaços de sociabilidade, já que os participantes tem contato com alunos e professores de diversas escolas da cidade “lá fiz amizades muito significantes, que vou levar para a vida toda” contou Emili.

              

           

As gêmeas Eloisa e Emili, na primeira oficina do projeto, em abril, acompanhadas pela professora Lucilene e pelo colega Yuri Lopes e no último enontro da Academia, em novembro de 2016. 

As atividades do projeto são realizadas no contra turno escolar com o objetivo de desenvolver  juntos aos jovens uma pedagogia de uso saudável do tempo livre  além de lhes possibilitar o acesso aos bons livros e autores, da literatura brasileira e traduzida. 

Entrevista com José Miguel Wisnik


[+] Listar todos vídeos

Plano Estadual do Livro e da Leitura para SC